ESCOLA CARLITOS
BANCOS
CARLITOS SCHOOL
BENCHES

A unidade 2 da Escola Carlitos educa crianças de 11 a 15 anos (Ensino Fundamental II) e é distante de aproximadamente um quilometro da unidade 1, onde ficam as crianças de 1 a 10 anos. A unidade 2 foi implantada num terreno de 2.014 m2 após uma rápida reforma da residência existente e de suas dependências.

O crescimento da escola trouxe pequenas ampliações e, no momento que fomos chamados, era necessário ampliar a área do refeitório, que já não mais comportava o número crescente de alunos.

A escola sugeriu que cobríssemos uma área externa na frente das salas de aula, onde já havia mesas de jogos, que podiam servir para refeições.

As diversas reformas que já tínhamos executado em escolas e as observações que fizemos durante o plano diretor no Colégio Santa Cruz nos mostraram que a degradação da qualidade dos espaços começa com o fechamento (horizontal ou vertical) de espaços externos. Estes espaços são como pulmões para os edifícios e o seu fechamento progressivo resolve por um lado necessidades imediatas, mas retira luz e ventilação e acaba criando os espaços “sufocados” que frequentemente observamos.

Começamos a procurar alternativas.

A rampa original para o acesso de carros da casa servia para a entrada de alunos. Era uma rampa larga, em curva, e estava totalmente coberta. O fluxo de alunos não justificava aquela largura da rampa, portanto podíamos ocupar uma boa parte para implantar mesas e bancos que resolveriam a questão das refeições e trariam novos elementos de apoio para os horários de entrada e saída, sem esquecer que deixaríamos de comprometer a qualidade de outros espaços externos.

O raciocínio era bom e a escola concordou, porém com certa desconfiança expressa na pergunta: “Como podemos ter mesas e bancos numa rampa em curva?”.

Era obviamente um desafio, que demandou um levantamento preciso dos níveis para que todas as situações de alturas diferentes criadas pela rampa fossem aproveitadas, seja como banco, seja como mesa. A fácil adaptação das crianças frente a este jogo de alturas contribuiu para o sucesso da intervenção.

Carlitos School Unit 2 teaches children from 11 to 15 years old (Middle School) and it is approximately 1km distant from Unit 1, for children from 1 to 10. Unit 2 was built on a site of 2.014 m² after a quick renovation of the existing house and its annexes.

The school’s growth came with small enlargements and, at the moment we were called, it was necessary to make room in the dining area, which no longer held the growing number of students.

The school suggested that we covered an open area facing the classrooms, which already had game tables that could be used for the meals.

Our experience with school renovation and the observations we made during the master plan process of Santa Cruz School’s showed us that the degrading of space quality begins by closing open spaces (horizontally or vertically). These spaces work like the lungs of a building and their progressive closure may solve immediate needs, but cuts off lighting and ventilation and creates progressively the “suffocated” spaces that we frequently experience.

We looked for alternatives.

The existing ramp that once served cars was now used for the students’ entry. It was a large ramp, in curve, and was completely covered. The students flux did not justify such a large ramp, therefore we could occupy part of it with tables and benches that would solve the need for dining space and could serve as support equipment for the entry and leaving periods; we also would not compromise the quality of the other external spaces.

The logic was good and the school agreed, not without some doubt expressed in the question: “how can we have tables and benches on a curved ramp?”.

It was obviously a challenge, and it demanded a precise survey of all levels so that all different heights could be considered, as a bench or as a table.

The easy manner in which the kids adapted facing this game of heights added to the success of this intervention.

São Paulo, SP, Brasil
2009 / 2010
Ampliação do refeitório
Escola Carlitos
Concluído

Arquitetura
Aki Dado Arquitetura

Colaboradores
Cynthia Nigro Dado

Fotografia
Gal Oppido