COLÉGIO SANTA CRUZ
MANUTENÇÃO
SANTA CRUZ SCHOOL
MAINTENANCE

Em 2007, quando elaboramos o plano diretor do Colégio Santa Cruz, definimos que a transferência da manutenção seria a primeira etapa, pois liberava o espaço onde seria implantado o novo edifício do Ensino Fundamental.

O departamento de manutenção era composto pelos vestiários, depósitos, por uma grande marcenaria e uma serralheria. Ambas foram transferidas para outro terreno e desenvolvemos com a escola um programa enxuto que caberia numa das laterais do Ginásio de esportes, onde era possível construir uma ampliação estreita em 2 pavimentos.

Tínhamos acabado de projetar e acompanhar a reforma da Educação Infantil, que levou apenas 45 dias e iniciou a renovação da identidade da rua de entrada principal da Escola. A obra da manutenção também obedeceu a um cronograma enxuto, de forma que decidimos seguir o mesmo conceito construtivo, permitindo igual velocidade e identidade. Esperávamos que uma futura reforma do Ginásio de Esportes possibilitaria completar a nova identidade da entrada, em harmonia com a Educação Infantil e a Manutenção.

O novo programa da manutenção era composto por ambientes que pediam uma solução de fachada menos transparente, pois estávamos enclausurando principalmente vestiários e depósitos. Escolhemos a madeira: ela remetia aos galpões antigos, podia ser utilizada de forma a aumentar a ventilação permanente dos vestiários e depósitos e permitia fácil reciclagem no futuro.

Projetamos painéis pré-fabricados para se encaixar no sistema de montagem da fachada. A empresa de marcenaria que aceitou o desafio nos auxiliou na escolha da madeira e inventou uma ferramenta para içar e instalar os painéis.

In 2007, when we made a master plan for Santa Cruz School, we defined that the transfer of the maintenance building would be the first step, because it freed space for the new Primary School building.

The maintenance department was composed of locker rooms, storage rooms, a large woodwork shop and a metalwork shop. Both were transferred to another site and we developed with the school a new lean design program that could fit one of the gymnasium sides, where we could build a narrow two-storey annex.

We had just design and finished the Kindergarten renovation, which took only 45 days and initiated the renewal of the main entry street’s identity. The construction work for the maintenance building also followed a sharp chronogram, so we decided to follow the same constructive concept, allowing for equal speed and identity. We hoped that a future gymnasium renovation would complete the street identity, in harmony with the Kindergarten and the Maintenance.

The new maintenance design program was made of spaces that required a less transparent façade material, because we were closing mainly locker rooms and storage rooms. We chose wood: it brought back the image of old sheds, could be used to improve permanent ventilation and allows for easy recycling.

We designed prefabricated panels to fit in the façade system. The woodwork company that took our challenge helped us in choosing the wood and came up with a tool to hoist and install the panels.

São Paulo, SP, Brasil
2010
Ampliação do Ginásio para áreas da Manutenção
Congregação da Santa Cruz
411m²
Concluído

Arquitetura
Aki Dado Arquitetura

Colaboradores
Lorena Quiroga

Projeto de Estrutura
CIA de Projetos

Projetos de Hidráulica e Elétrica
GERA Engenharia

Projetos de Luminotécnica, Acústica e
Conforto Ambiental

K2 Arquitetura

Fotografia
Gal Oppido